Brasil: Isto é quanto o brasileiro já pagou de tributos de 01/01/2015 até 20/03/2015

segunda-feira, 4 de julho de 2011

Embrião de milícia é extirpado em Inhaúma, Rio de Janeiro.



Presa quadrilha suspeita de montar milícia em Inhaúma


Mulher era o braço direito do chefe do bando, que cobraria taxas de moradores de favela




Rio, 4 jul 2011 - Policiais militares do 3º BPM (Méier) prenderam ontem pela manhã sete pessoas suspeitas de integrar milícia que atuava na Favela Águia de Ouro, em Inhaúma, na Zona Norte. Entre eles, havia uma mulher e um menor. Eles serão autuados em pelo menos três crimes: porte ilegal de arma, aliciamento de menor e formação de quadrilha. Entre os detidos estava Flaviano da Silva Santos, 24 anos, conhecido como Metralha. Ele é apontado como o chefe do grupo.

Segundo o tenente Marcio Martinez, que comandou a operação, o grupo já atuava na comunidade há cerca de seis meses. Martinez conta que a PM recebeu denúncias de moradores de que o bando cobrava taxas indevidas do comércio, por acesso à Internet e pela televisão a cabo, comercializava e alugava imóveis e vendia serviço de ‘segurança’ à comunidade.

Também foram presos o menor A., 16, irmão de Flaviano; Raquel Sabino Bernardo 24, mais conhecida como Bad Boy e braço direito de Metralha; Denver Sales de Araújo, 28; Daniel Marinho Viana, 18; Rodolfo Pinheiro da Silva Santos, 21; e Jorge Henrique Miguel Ferreira, 31.

Munição e armas em fosso da casa
Com os presos, foram apreendidos um bastão de tortura com os dizeres ‘Direitos Humanos’, um fuzil 8 mm, uma pistola, uma submetralhadora, dois revólveres, seis granadas, seis facas, uma farda, celulares e radiotransmissores, além de munição e de um colete à prova de balas. As armas estavam no fosso da casa em que estavam reunidos.

O grupo já estava sendo observado pela Inteligência da Polícia Militar há duas semanas, segundo o tenente Martinez. “Foi uma ação pacífica, não houve troca de tiros. Sabíamos que eles estariam reunidos hoje, por causa de alguma comemoração. Descobrimos a casa onde eles estavam escondidos e os capturamos”. O caso foi registrado na 25ª DP (Engenho Novo).

Fonte O Dia
Foto: Felipe O´Neill/ Agência O Dia
VIA: http://movimentocontraasmiliciasnobrasil.blogspot.com/2011/07/embriao-de-micicia-e-extirpado-em.html
---------------------------------------------------------------------------
---------------------------------------------------------------------------

Polícia enjaula sete da milícia

Felipe O'Neill / Agência O Dia
04/07/11 01:26

Grupo acusado de explorar moradores da Águia de Ouro, em Inhaúma, estava numa festinha quando a PM meteu o pé na porta
Sete pessoas suspeitas de integrar milícia que atuava na Favela Águia de Ouro, em Inhaúma, na Zona Norte do Rio, foram presas ontem pela manhã por policiais do 3º BPM (Méier). No grupo há uma mulher e um adolescente. Apontado como chefe do bando, Flaviano da Silva Santos, 24 anos, conhecido como Metralha, também rodou. Os presos serão autuados em pelo menos três crimes: porte ilegal de arma, aliciamento de menor e formação de quadrilha.
Segundo o tenente Marcio Martinez, que comandou a operação, o grupo já atuava na comunidade há cerca de seis meses. O oficial contou que a Polícia Militar recebeu denúncias de moradores de que o bando cobrava taxas indevidas do comércio.
Outras atividades que o grupo estaria explorando são de acesso à Internet e televisão a cabo, além de vender e alugar imóveis. Há denúncias de que a milícia cobrava por serviço de ‘segurança'.
O menor preso, de 16 anos, é irmão de de Metralha. Também foram para a cadeia Raquel Sabino Bernardo 24, mais conhecida como Bad Boy e braço-direito do chefe da quadrilha; Denver Sales de Araújo, 28; Daniel Marinho Viana, 18; Rodolfo Pinheiro da Silva Santos, 21; e Jorge Henrique Miguel Ferreira, 31.
Todos juntinhos
O grupo já estava sendo observado pelo Serviço de Inteligência (P-2) há duas semanas, e a data da ação foi marcada com base em informações de que todos estariam juntos naquele horário. "Foi uma ação pacífica, não houve troca de tiros. Sabíamos que eles estariam reunidos hoje, por causa de alguma comemoração. Descobrimos a casa onde eles estavam escondidos e os capturamos", contou Martinez.
Direitos humanos no porrete
Para a milícia, os ‘direitos humanos' têm outro significado. Com o grupo foi apreendido um bastão de tortura com os dizeres ‘Direitos Humanos', usado para intimidar quem se opusesse às ordens do grupo.
Também foram apreendidos um fuzil, uma pistola, uma submetralhadora, dois revólveres, seis granadas, seis facas, uma farda, celulares e radiotransmissores. Junto com o material havia munição e um colete à prova de balas.
As armas estavam no fosso da casa onde os presos estavam reunidos. Apesar de alguns moradores terem falado que teve tiroteio, a PM garante que não houve reação à ação e que a favela não foi invadida por traficantes.
FONTE: http://one.meiahora.com/noticias/policia-enjaula-sete-da-milicia_3355.html
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário