Brasil: Isto é quanto o brasileiro já pagou de tributos de 01/01/2015 até 20/03/2015

quinta-feira, 7 de junho de 2012

ENGENHO DA RAÍNHA - ANO DE 1931


E. F. Central do Brasil (1931-1970)
 ENGENHO DA RAINHA
Município de Rio de Janeiro, RJ
E. F. Rio de Ouro - km 10,231 (1938)   RJ-0642
    Inauguração: 1931
Uso atual: demolida   sem trilhos
Data de construção do prédio atual: n/d (já demolido)
 
 
HISTORICO DA LINHA: A Estrada de Ferro Rio do Ouro foi construída para construir e cuidar dos reservatórios e do abastecimento de parte da cidade do Rio de Janeiro e foi aberta ao tráfego de passageiros em 1883. Inicialmente saía do Caju e mais tarde (1922) passou a ter como início a estação de Francisco Sá. Depois dessa mudança o seu curso inicial foi alterado e ela passou a acompanhar de muito próximo a linha Auxiliar até a estação de Del Castilho, quando se separavam as linhas. Na estação da Pavuna elas voltavam a se encontrar. O trecho final, até Belford Roxo, era compartilhado com os trens metropolitanos da Auxiliar (depois da Leopoldina) em bitola mista. Em 1970 os trens da Rio de Ouro, ainda a vapor, embora tenham sido feito testes com locomotivas diesel, deixaram de circular. A Rio de Ouro, encampada pela Central do Brasil nos anos 1920, tinha vários ramais e três deles sobreviveram como trens de subúrbio até a mesma época da desativação da linha-tronco: os ramais de Xerém, do Tinguá e de São Pedro (Jaceruba). Parte de sua linha-tronco foi utilizada na construção da linha 2 do metrô do Rio de Janeiro



 
A ESTAÇÃO: A estação de Engenho da Rainha foi aberta em 1931, já pela Central do Brasil. Com a desativação da ferrovia por volta

ACIMA: Já desativada e jogada às traças em 1972, a estação de Engenho da Rainha (Arquivo Nacional; cessão Adenilson Souza).
de 1968, foi posteriormente demolida. Hoje em dia existe uma estação de metrô com o mesmo nome e no mesmo local, pois o metrô em boa parte do percurso passa pelo antigo leito da ferrovia.
(Fontes: Orlando de Barros Barbosa; Adenilson M. Sousa; Arquivo Nacional; Hélio Suevo: A formação das estradas de ferro no Rio de Janeiro, 2004; Max Vasconcellos: Vias Brasileiras de Communicação, 1928)
     

A estação já desativada, nos anos 1970. Hélio Suevo, A formação das estradas de ferro no Rio de Janeiro, 2004 
FONTE: http://www.estacoesferroviarias.com.br/efcb_rj_riodeouro/engenho.htm

Nenhum comentário:

Postar um comentário